domingo, 16 de maio de 2010

Comente o texto abaixo e concorra a um Código de Trânsito Brasileiro

PARABÉNS ALESSANDRO. O SEU COMENTÁRIO FOI O ESCOLHIDO!
Por favor, me envie um e-mail com os dados para eu enviar o CTB para você!

CTB completo do DENATRAN, com resoluções, portarias e decretos, atualizado até dezembro de 2008. Depois desse, não teve outra publicação do DENATRAN.
 
Uma excelente ferramenta de trabalho.
 
O(A) autor(a) do melhor comentário sobre o texto abaixo: "Ser professor de um Centro de Formação de Condutores", ganhará o CTB. Mando pelo correio. Quem vai julgar será um amigo meu que é Educador de Trânsito.

Participe! Faça o seu comentário!

4 comentários:

  1. Educar ou ensinar, talvez seja a primeira perguntar a fazer quando selecionamos alguem para instruir um futuro condutor.
    O profissional que se forma e se dispõe a assumir este papel essencial para o trânsito, acima de tudo deve saber que além de educar o futuro motorista, ele deverá ter o dom de transmitir o conhecimento de forma objetiva, prática. Ensinamos desde semi-analfabetos a catedráticos e devemos acima de tudo identificar e adptar as nossas técnicas adotadas em sala, para esta discrepância existente em uma mesma turma.
    Nenhuma instituição é capaz de inserir tal conceito se o instrutor não for capaz de se adaptar, se não tiver grande capacidade de improviso.
    Acima de tudo, deve haver comprometimento e a certeza de que a mudança da realidade no trânsito, depende diretamente do instrutor.

    Alessandro Dias
    CFC Rio Doce

    ResponderExcluir
  2. Ser educador em CFC é romper paradigmas perante uma classe "corrupta" onde facilidade fala mais que qualidade.
    É amar a profissão e realizá-la focada na construção de um cidadão (candidato ou condutor) mais educado para um trânsito que quer hoje, nada mais nada menos que EDUCAÇÃO, RESPEITO MÚTUO e TOLERÂNCIA.
    Ser educador em CFC hoje é buscar constantemente conhecimentos, e transmiti-los acreditando que você Instrutor está fazendo a diferença, sendo este multiplicador que acredita que Trânsito Seguro é possível.
    Ser educador em CFC é ser artista em meio a tantas portarias, decretos e resoluções que nos deixam em "corda bamba", e lá estamos... Sempre prontos para adaptações, sempre prontos às mudanças necessárias.
    Ser é educador em CFC é ser amante da VIDA... É viver para o trânsito... É focar sua trajetória e ir além...
    Ser educador em CFC é verdadeiramente o máximo.


    Elida Cândido
    CFC Cândido e Costa - Coronel Fabriciano

    ResponderExcluir
  3. Ser professor exige boa formação, para que isto funcione o sistema não pode ser omisso.

    ResponderExcluir
  4. Ser instrutor é, antes de tudo, ser educador. Formar condutores responsáveis, conscientes, defensivos é um desafio que exige do profissional do CFC conhecimento e capacidade de sensibilizar o educando quanto à necessidade de valorização da vida e o respeito ao outro; despertar o futuro condutor, como também os que já se habilitaram (porque o trabalho do instrutor é também com esse sujeito), quanto ao que vem a ser cidadania.
    O condutor é o cidadão que, quando se coloca na direção de um veículo, sabe que é responsável pela segurança e pelo bem estar do pedestre e de todos que compartilham com ele do mesmo espaço.
    Educando o condutor dentro desses princípio mencionados, o instrutor estará educando o cidadão.
    Elny Aires - CFC PERCURSO - Belo Hte.
    18/5/10.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para mim.

Seja um membro você também!