segunda-feira, 23 de julho de 2012

Morte do especialista em trânsito Paulo Ademar


Hoje, dia 23 de julho de 2012, perdemos mais um "convertido" como diz meu amigo J. Pedro Corrêa. Perdemos um convencido que de que ao trânsito do nosso país falta assumirmos nossas responsabilidades. 

Que falta ao trânsito do nosso país um compromisso com a vida. Falta às nossas autoridades pararem de olhar para os seus próprios umbigos e perceber que vale mais a pena investir em segurança e educação do que gastar com tantas mortes. Falta aos gestores perceberem o quanto a violência no trânsito é democrática: ela não escolhe quem vai levar. Não depende de classe social, raça ou nível de escolaridade. Nem mesmo se você é um especialista no assunto. 

Paulo Ademar foi um estudioso. Uma pessoa que lutou e buscou na sua profissão transformar vidas. Até quando vamos esperar por mais seriedade e um verdadeiro compromisso com a segurança das nossas vias, com a educação das nossas crianças, com a formação dos nossos condutores e principalmente com a valorização da vida?

Estamos tristes com mais essa perda, sabendo que nosso trabalho continua e que o seu trabalho, Paulo será lembrado. Que Deus dê à sua família o conforto que precisam.



9 comentários:

  1. Roberta,
    Estou chocada, mas c/ a certeza de que o aprendizado é eterno; assim como Paulo.

    Márcia - Rib.das Neves

    ResponderExcluir
  2. Exemplo de vida.
    Fika com Deus, Paulinho da Zizi,
    como era conhecido na familia Reis,

    Post. Gleiton Reis / neto. Gerson lopes dos Reis

    ResponderExcluir
  3. Que Deus dê conforto ao coração de seus familiares e amigos. A perda é irreparável e só Deus é capaz de preencher este vazio que agora temos devido a perda de uma pessoa que tanto nos ajudou e que principalmente nos ensinou como agirmos no trânsito.

    Que as bençãos de Deus ilumine seus caminhos...

    ResponderExcluir
  4. "É tão estranho
    Os bons morrem jovens
    Assim parece ser
    Quando me lembro de você
    Que acabou indo embora
    Cedo demais" Legião Urbana.

    ResponderExcluir
  5. Roberta, onde ele morreu? foi na BR 262?
    bjo

    ResponderExcluir
  6. Foi meu professor no curso de Examinador de trânsito pelo Detran/MG , exemplo a ser seguido. Que o Senhor Jesus o ilumine sempre.

    Gerson F. Silva

    ResponderExcluir
  7. O trânsito continua matando Como uma doença, até quando nossas autoridades serão medíocres fingindo não ver o que acontece em nossas vias, deveriam criar leis mais severas para o Transito em vez de querer mais dinheiro para o próprio bolso, são simplesmentes covardes diante do nosso problema, PENSEM BEM ANTES DE VOTAR , VAMOS FAZER BEM NOSSA PARTE E TIRAR ESTES CORRUPTOS DO PODER, NÃO DEIXEM SER ILUDIDOS!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  8. Ja fiz vários cursos, a vida toda estudei trânsito e sempre gostei! Quando estive em sala diante diante desse Professor vi que ainda tinha muito o que aprender sobre trânsito, sobre amizade, sobre a vida, coragem e alegria. Nunca vou esquecer desse meu ídolo. Peço a Deus que dê conforto aos familiares pois sei que meu amigo esta no melhor lugar juntinho com Deus.
    Saudações,

    Fernando Fernandes

    ResponderExcluir
  9. Aprendi muito com ele. Uma perda inestimável...
    Ana Paula

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para mim.

Seja um membro você também!