quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Contran determina novas regras para o uso de capacete em motocicletas



As mudanças já começaram a valer a partir de 2 de outubro. 

As regras sobre a utilização da viseira de capacete de motociclistas foram alteradas pelo Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN), em resolução publicada no Diário Oficial da União nesta quarta-feira (2). De acordo com o órgão, quando a moto estiver imobilizada na via, independentemente do motivo, a viseira poderá ser totalmente levantada, devendo ser imediatamente restabelecida a posição frontal aos olhos quando o veículo for colocado em movimento. 

Com a publicação, as novas regras passam a valer a partir desta quarta-feira. Antes, não era permitido levantar a viseira em hipótese alguma, enquanto se conduzia o veículo. Outra alteração também se refere quando o motociclista está em movimento, permitindo-se, no caso dos capacetes com "queixeira", pequena abertura de forma a garantir a circulação de ar. Desse modo, a viseira deverá estar abaixada de tal forma que possibilite a proteção total frontal aos olhos, considerando-se um plano horizontal. 

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) publicou uma resolução, na última quarta-feira (2) que determina uma nova regra para o uso de capacete de motocicletas, no país. A determinação permite ao motociclista levantar a viseira quando a moto estiver imobilizada na via, independentemente do motivo, além de permitir uma pequena abertura na viseira quando estiver em movimento. 

Em Itapetininga (SP), motociclistas estão satisfeitos com as mudanças. O auxiliar de escritório Peter Moraes, conta que há oito anos pilota motos. Segundo ele, a nova regra do Contran vai trazer mais comodidade aos motociclistas. “Ás vezes quando está chovendo, ou até mesmo no frio a dificuldade é maior pela visibilidade porque a viseira embaça”, afirma. 

Porém, as novas determinações não possibilitam o uso da motocicleta com a viseira levantada. Quem for flagrado pilotando nessa situação recebe sete pontos na carteira de habilitação, e paga multa de R$ 191,54.

A reportagem do Tem Notícias mostra dezenas de motociclistas pilotando nesse estado. A equipe da TV TEM ficou durante 30 minutos em uma das principais avenidas da cidade, e somente três motociclistas foram flagrados usando o acessório corretamente. 

Um deles é o motorista Nivaldo Sampaio, que afirma ter consciência dos riscos ao usar o acessório de forma inadequada. “Eu estou na estrada todos os dias, então eu tento seguir corretamente. Eu vivo da minha carta, e um vacilo deste pode prejudicar meu trabalho”, afirma. 

O dono de uma autoescola do município, Francisco Barros, diz que as novas regras são validas. Segundo ele, todos os alunos já estão sendo orientados sobre a nova determinação. “A grande mudança é que a motocicleta, se imobilizada, pode ter a viseira completamente levantada. Outra novidade é ter uma pequena porção da viseira levantada pelo condutor e o passageiro”, explica.

Fonte: Do G1 Itapetininga e Região

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim.

Seja um membro você também!