terça-feira, 18 de abril de 2017

SIMULADOR DE DIREÇÃO VEICULAR NO BRASIL: FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA E PEDAGÓGICA


Driving Simulator Vehicular in Brazil: Theoretical and Pedagogical Foundation

Roberta Torres1
Fernando Madalena Volpe2

Artigo submetido à Revista Transportes ISSN: 2237-1346 em 30 de junho de 2017.

Resumo aprovado e apresentado no 2º Congresso Brasileiro da Associação Nacional dos DETRANs. Salvador 26 e 27 de abril de 2017. Submetido em: 20/12/2016. Aprovado em 22/03/2017.

1 Mestre em Promoção da Saúde e Prevenção da Violência. Faculdade de Medicina. Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG. Belo Horizonte, MG - Brasil.

2 Médico. Doutor em Psiquiatria e Psicologia Médica. Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais – FHEMIG. Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG. Belo Horizonte, MG - Brasil.


Resumo
Introdução: Um Simulador de Direção Veicular (SDV) é um equipamento com características parecidas com a de um veículo pelo qual o condutor controla e conduz o movimento através de cenários projetados em telas à sua frente por meio de softwares específicos e o seu grau de complexidade está ligado aos objetivos propostos pelo estudo ou treinamento. Objetivo: Apresentar a fundamentação teórica e pedagógica da utilização do simulador de direção no processo de formação de condutores no Brasil. Materiais e Métodos: Pesquisa bibliográfica, baseada em uma revisão integrativa da literatura e da legislação específica, pertinentes à utilização da simulação como procedimento didático-pedagógico para os alunos em processo de formação de condutores. Resultados e Discussão: O tema fundamenta-se pedagogicamente nas teorias da aprendizagem de Piaget e Vygotsky e está em consonância com a estrutura da Matriz Europeia GDE que descreve a tarefa da condução em quatro níveis hierárquicos. Também encontra sustentação teórica em diversos estudos internacionais realizados desde a década de 1920 que apontam a simulação como uma alternativa para a exposição dos alunos às situações de tráfego de forma repetitiva, controlada, sem oferecer riscos, aprimorando as aptidões dos alunos antes de irem para a prática de direção no veículo. Conclusão: Embora estudos demonstrem resultados positivos sobre a validade do simulador em treinamentos de condutores e sua fundamentação teórica e pedagógica estejam claras e a legislação incisivamente estabelecida, as reflexões em torno desses fundamentos ainda são recentes no Brasil e carecem maior atenção para o alcance dos objetivos esperados.

Palavras-chave: Simulador de direção; Realidade Virtual; Formação de condutores; Segurança no trânsito; Habilitação.









Um comentário:

  1. Parabéns. Acompanhei entrevista na rádio Cidade Am de Jundiaí. Dia 25 de julho. Por sinal o dia do motorista .

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para mim.

Seja um membro você também!