terça-feira, 26 de setembro de 2017

Metodologia de avaliação de materiais didáticos relacionados ao tema trânsito no ensino fundamental

Artigo Publicado na Revista Médica de Minas Gerais - ano 2016. Volume 26 (Supl 8): S223-S228.

Roberta Torres Lima 1, Fernando Madalena Volpe 1

RESUMO

Introdução: a alta morbimortalidade por acidentes de transporte terrestre constitui grave problema de saúde pública em nível nacional. A educação para o trânsito é um dos pilares do enfrentamento dessa realidade. Nesse contexto, as ações educativas devem possuir metodologias de aplicação capazes de se adequar às diferentes faixas etárias. Objetivos: estabelecer uma metodologia de apreciação de materiais didáticos com o tema trânsito a serem distribuídos entre alunos do ensino fundamental, que possa ser utilizada por gestores e técnicos avaliadores dos órgãos do Sistema Nacional do Trânsito. Métodos: dois eixos e suas dimensões foram criados como parte do processo avaliativo dos materiais didáticos: Fundamentos Ideológicos e Legais - educação para a cidadania; práticas em ambiente real; reflexão sobre diferentes posições no trânsito; alinhamento à legislação relacionada à educação para o trânsito; segurança no trânsito; ensino fundamental com duração de nove anos; e socialização do conhecimento; Fundamentos Científico -Pedagógicos - alinhamento com os quatro pilares da educação; conceito de educação ao longo da vida; transversalidade. Resultados: a dimensão conceitual de trânsito como direito de todos reforça a importância da utilização da transversalidade do tema nas disciplinas tradicionais do currículo escolar. O material didático deve considerar as fases de desenvolvimento do aluno de forma que eles se percebam como agentes transformadores do espaço onde vivem. Conclusões: a iniciativa de efetivar o trânsito como tema transversal muitas vezes é dispensada pelas escolas. Assim, a proposta de avaliação dos materiais didáticos específicos pretende instrumentalizar órgãos responsáveis com um método prático de apreciação e comparação dos materiais a serem adotados.

Palavras-chave: Acidentes de Trânsito; Aprendizagem; Políticas de Saúde Pública; Prevenção & Controle; Educação.


1 Universidade Federal de Minas Gerais, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Promoção da Saúde e Prevenção da Violência. Belo Horizonte, MG – Brasil.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim.

Seja um membro você também!